31 outubro 2007

Seguindo o Feixe

“Por que tem de me ferir, se gosto tanto de você? Se não posso fazer nem querer nada mais, pois o amor tomou conta de mim e foi o que me alimentou em dias melhores?


Eu apenas o amei por sua beleza como você me amou pela minha nos dias em que o mundo não seguira adiante. Agora você me marca com as unhas e derrama gotas ferventes de mercúrio em meu nariz; tem mandado os animais para me atacar, assim é, e eles têm comido minhas partes mais tenras. Ao meu redor os can-toi se agrupam e do riso deles surge a paz.


Contudo, eu ainda o amo e o serviria e traria a mágica de novo se você me deixasse, pois foi assim que meu coração foi forjado quando saí do Primal. E antigamente eu era forte, assim como era bonito, mas agora minha energia está quase acabada. Se a tortura parasse agora, eu poderia me recuperar... se não a aparência, pelo menos minha e minha kes.


Outra semana... ou talvez cinco dias... ou mesmo três... e será tarde demais. Mesmo que a tortura pare, vou morrer. E você vai morrer também, pois quando o amor abandona o mundo, todos os corações se calam. Fale a eles do meu amor, fale a eles da minha dor e fale da minha esperança, que ainda vive. Pois isto é tudo que tenho, tudo que sou e tudo que peço.”

Stephen King
A Torre Negra Vol. VIII


Não é de doer? Isso você encontra na Saga da Torre Negra de Stephen King.


* Site da editora Objetiva sobre a Série A Torre Negra


Longos dias e belas noites

Nenhum comentário:

Postar um comentário