09 novembro 2007

O velho truque do e-book de contos...

No antigo seriado Agente 86, sempre que Maxwell Smart desvendava o plano do vilão da vez ele dizia: "ah, o velho truque do..." isso ou aquilo.

Pois é, vejam só se não é o velho truque do livro de contos.

A coletânea é uma tática comprovada, tanto na industria fonográfica quanto na livreira.

É usada com dois propósitos principais:

- como um cartão de visita - junta-se um grupo de iniciantes e, ao publicarem obras em conjunto, seus trabalhos são apresentados aos familiares de cada artista. exemplo: uma música minha entra em uma coletênea de novas bandas. Minha mãe compra o CD e além de ouvir a minha música, provavelmente ela ouvirá as músicas dos outros músicos do CD, nem que seja só pra saber com quem estou andando.

- the best of - tem gente, [ sim, é verdade ] que não compra CD de uma banda, por exemplo. Já ouvi esse comentário algumas vezes: "não vou comprar um CD só por uma música". Então faz-se uma seleção com "as mais mais" e lança o material sob o nome de "the best of" ou "o melhor de" e tantos outros.

De qualquer forma o objetivo é o mesmo, facilitar o acesso deste material para um público que, de outra forma, não notaria ou descartaria esse mesmo material.

Claro que existe a questão econômica, vender mais, ganhar mais, o poder e HAHAHA O PODER... deixa pra lá. Não quero falar sobre isso. Não agora.

O caso aqui é buscar novas maneiras [ ou reciclar as velhas ] de divulgação boca-a-boca, ou melhor, de link-a-link, para novos autores [ grupo ao qual me incluo com orgulho, bravura e determinação ] conseguirem mostrar seus trabalhos.

Ah! O velho truque do e-book de contos...

A proposta é bem simples, convido você a participar para apresentar seu texto aos meus leitores e você apresenta o meu texto aos seus leitores.

O Projeto:

Trata-se de um livro virtual de contos com vários autores para divulgação gratuita de material artístico pela internet através do sistema Creative Commons.

Saiba mais...

e, por favor, des_comente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário