07 dezembro 2007

À primeira vista

Existe uma teoria a respeito de livros que, apesar de teoria, é inquestionável.

Tome o exemplo:

Você ouviu falar de um livro, você sabe que todos estão dizendo que esse determinado livro é bom, e o autor é serio, pelo menos aparenta sê-lo, mesmo assim, quando você começa a folhear as primeiras páginas desta obra você imediatamente sabe que não vai lê-lo. Você, às vezes, até compra o livro, ou aceita levá-lo emprestado, para não ofender um amigo, mas você sabe que não vai lê-lo de maneira alguma.

Outro:

Você nunca ouviu falar de um determinado livro, você desconhece sua procedência, tanto quanto a do autor, mas o que acontece? Às vezes, ao ler as primeira páginas, você sabe que vai ler esse monte de árvores mortas coladas à uma capa e sabe que será de cabo à rabo!

Aparentemente não existe explicação para isso. Trata-se de uma fato comum, rotineiro e simplesmente inexplicável.

Caso alguém tenha alguma teoria que explique a simetria destes eventos citados, por favor, compartilhe os arquivos de sua sabedoria comigo. Afinal, compartilhar pensamentos [ mesmo pela internet ] ainda não é crime.

Aproveito para deixar um link para uma artigo de Umberto Eco sobre "os livros que não lemos".

Nenhum comentário:

Postar um comentário